Bem vindo ao mundo da Biologia !

Estamos a fazer um estudo no âmbito da disciplina de Biologia do 12º ano proposto pela docente Alexandra Seara, este estudo consiste na observação de células retiradas do epitélio bucal de diversos indivíduos. Fez-se a separação em dois grupos: grupo controlo e grupo exposto, em que os indivíduos do primeiro grupo não podem ter qualquer contacto com álcool e tabaco (os dois agentes em estudo) e os indivíduos pertencentes ao segundo grupo devem ser fumadores e alcoólicos. As células destes dois grupos serão depois analisadas e comparadas, pois este trabalho está a ser realizado com o intuito de observarmos as anomalias nucleares provocadas pelo consumo de álcool e tabaco de modo a comprovarmos que estes agentes são mutagénicos e que o seu consumo é, de facto, extremamente prejudicial para o Homem.

As células quando são expostas a agentes que são de alguma forma prejudiciais para o seu bom funcionamente e que afetam de alguma maneira a sua saudável divisão, dizemos que foram expostos a agentes mutagénicos. Reforçando a ideia anterior referida, com a realização deste trabalho pretende-se avaliar o efeito mutagénico de duas substãncias: o álcool e o tabaco. Os agentes mutagénicos, como pensamos ser o caso do álcool e tabaco, causam anomalias nas células, principalmente a nível nuclear. Existem inúmeras anomalias nucleares, contudo este projeto debruça-se sobre as seguintes anomalias: kariorrexis; picnose; cariólise e existência de micronúcleos; células binucleadas e trinucleadas.

Cariorrexis:   A kariorrexis define-se pela fragmentação do núcleo ou de partes deste: a cromatina desintegra-se e forma granulos aleatórios que ficam dispersos por todo o citoplasma, pois o invólucro nuclear nestas células anómalas é inexistente.

Cariorrexis (Karyorrexis)

Cariorrexis (Karyorrexis)

Picnose: Esta anomalia provoca uma anormal condensação do núcleo, ou seja, o núcleo torna-se muito mais condensado e pequeno e caracteriza-se também por uma coloração do material genético muito mais intensa que o normal.

Picnose (Cariopicnosis)

Picnose (Cariopicnosis)

Cariólise: Ao contrário da Picnose, a Cariólise caracteriza-se por uma dispersão anormal do material genético ou até a completa dissolução da cromatina. Visualmente distingue-se muito facilmente, pois a célula aparenta uma parcial ou total ausência de núcleo e, por isso, a coloração do núcleo será muito desvanecida.

Cariólise (Karyolysis)

Cariólise (Karyolysis)

Micronúcleo: Quando uma célula apresenta, para além do seu próprio núcleo, mais núcleos, mas de menor tamanho que o original, que ser formam durante uma anormal divisão celular, como as restantes anomalias.

Micronúcleo

Um estudo realizado no Brasil em 2002, no Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo, por Andréa Ramirez e Pedro Saldanha (1)  pretendeu  averiguar a presença de diversas anomalias nucleares nas células  do epitélio bucal tendo em conta o contacto dos indivíduos com agentes agressivos.Neste estudo foi tido em conta somente o contacto com o álcool e o tabaco e diversas variáveis como a idade dos indivíduos, a idade em que iniciou e terminou o consumo dos agentes em estudo.

No total foram estudados 60 indivíduos, 30 pertencentes ao grupo dos expostos e 30 pertencentes ao grupo de controlo,cuja idade se situava entre os 37 e 76 anos.As células bucais dos de controlo foram obtidas de 3 zonas diferentes, da bochecha esquerda (D) e direita (E) e da zona superior da gengiva (F) através de um esfregaço enquanto que a dos expostos foram retiradas a partir de um esfregaço perto da um carcinoma(A), na bochecha do lado oposto do carcinoma (B) e da gengiva (C) . De modo a obter-se resultados concretos e dispersos para a comparação dos expostos com os de controlo foram analisadas 2 mil células por indivíduo.

Apesar do principal objectivo ser a investigação da presença de micro-núcleos, também foram igualmente destacadas a presença de outros anomalias  o que possibilitou quantificar o poder mutagénico da exposição aos agentes em causa.

a/b- Micronúcleo c-binucleada d-cariólise e-kariorréxis f- " ovo partido"

Os resultados conseguidos pelo estudo permitiu verificar que os indivíduos expostos apresentavam um maior número de anomalias nucleares o que averigua o facto de que os agentes em estudo são poderosos agentes mutagénicos responsáveis em certos casos por doenças como o cancro.

Curiosamente o factor idade levou à descoberta de que o número de anomalias é superior nos indivíduos mais novos

Através da análise da seguinte tabela podemos confirmar os resultados, onde os expostos caracterizados por factores como hábitos de fumador (sh) e consumo de álcool (ac) apresentam um elevado número total de micronúcleos  (TMN) e de outras anomalias (não referentes ) em comparação com os de controlo.A existência de anomalias de acordo com a tabela também varia da zona para zona, concentrando-se a maior parte das anomalias na bochecha contrária ao carcinoma.

Legenda: (N )- Frequência de micronúcleos  (T) – Total de micronúcleos  (n)- Número de indivíduos  (MN) – Micronúcleo  (( )) – Células com micronúcleos

 Concluindo ,tanto o tabaco como o álcool são agentes mutagénicos capazes de provocar anomalias nas células o que leva à origem de  cancros, sendo conhecido neste caso o carcinoma ( tumor maligno desenvolvido a partir das células do epitélio bucal).

Bibliografia:

– http://www.funpecrp.com.br/gmr/year2002/vol3-1/pdf/gmr0038.pdf (1)

O Grupo:

Ana Vital   .   Eurico Machado   .    Hugo Tavares   .    Hugo Pereira

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Nuvem de etiquetas

%d bloggers like this: